sexta-feira, 31 de agosto de 2007

O Palácio é do povo de Ilhéus

Cumprindo determinação do Governador Jaques Wagner, para que se restabelecesse a ordem em Ilhéus, a Polícia Militar desocupou o Palácio Paranaguá.
Às 10:30 horas, o ex-Prefeito entrou no Palácio e instantes depois pelos fundos, num momento de ausência do povo.
Quando a Polícia chegou, representada pelo Comandante Cel. Juvenal Teixeira, os ocupantes do Palácio não queriam abrir as portas. Informados de que seria aberta a força, cederam, mas Valderico já tinha saído. Pacificamente todos sairam, protegidos pela Polícia Militar.
O Coronel informou ao povo, na praça, que o Palácio estava desocupado e, depois dos momentos de tensão e discussão, o Prefeito Nilton Lima tomou posse de fato e de direito.
Cabe agora, ao ex-prefeito, recorrer ao Tribunal de Justiça para retornar, e não tentar permanecer na marra e contra a vontade do povo.
Vivemos num estado de direito e a Lei que que ser cumprida.
Para todos.








quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Encurralado

Cenas inimaginágeis ocorreram hoje na Praça J J Seabra. O ex-Prefeito Valderico Reis se encastelou no Palácio Paranaguá, no início da tarde, acompanhado de pelo menos 50 elementos recrutados nos bairros mais violentos de Ilhéus, inclusive estando alguns armados, como pôde ser testemunhado por várias pessoas que testemunhavam o fato estarrecidas.
O povo foi aglomerando, exigindo a saída do ex-Prefeito, que deveria ter sido acompanhada pela Polícia Militar. Valderico se negou a sair. Pressionado pela população, ele resolveu sair, debaixo de um pano arranjado pelos seus capangas, que o escoltaram até o carro. Neste momento, a praça virou um "campo de guerra", com marginais armados de revolveres em punho, e a polícia tendo que dar garantia a quadrilha de Valderico.
Cenas de violências ocorreram, espancamentos comandados por Robson de Jesus Lima (Robson Hamil), que surrou um rapaz, enquanto seus asseclas o imobilizavam. Se não fosse a intervenção da polícia o rapaz poderia estar gravemente ferido ou até morto por pancada.
Nunca se viu isso na história de Ilhéus.
É uma vergonha para a cidade, ver um sujeiro encurralado no prédio mais importante, escoltado por bandidos. Os ilheenses devem tomar vergonha na cara e ir para as ruas, exigir que as televisões da região, de modo especial a TV Santa Cruz, que noticie os fatos. Eles não estavam lá, e acreditamos que sejam "ordens $uperiore$".

A seguir imagens e alguns detalhes do ocorrido.


Fred Gédéon III tripudia do povo na porta do Palácio, debaixo de estrondosa vaia.


A senhora Valderico Reis observa atentamente o carinho da população para com seu marido.




Às 19:45 horas saem pelos fundos do Palácio a ex-Scretária Alexandra Gonçalves, acompanhando a senhora de Valderico.

A fuga do Prefeito:


O "segurança especial" Fábio Barreto, na frente de Valderico, numa fuga alucinada, quase atropelando as pessoas.


O carro em disparada, sendo apedrejado pelo povo.


O "segurança especial" Fábio Barreto sai e entra um seguranda armado, com roupa imitando as fardas de selva do exército.

As brigas depois que o ex-Prefeito saiu:


Capangas acompanham Robson Hamil, em busca de alguém para surrar.


Quando a polícia se aproxima, Hamil se afasta, disfarçadamente.

Nilton nos braços do povo:


O Prefeito Nilton Lima se dirije à escadaria do Palácio para se manifestar, agradecendo ao povo pela espontânea manifestação cívica.


O Prefeito pede a todos calma e serenidade, prometendo estar amanhã, pronto para trabalhar pelo engradecimento da cidade, para tirar Ilhéus da lama.

COMO ILHEENSE, ME SENTI ENVERGONHADO, MAS COM A ALMA LAVADA PELO MOMENTO QUE VIVEMOSS. QUE CADA UM TENHA CORAGEM DE FAZER SUA PARTE. TEMOS QUE TER VERGONHA NA CARA E NÃO DEIXAR A CIDADE CAIR MAIS NAS MÃOS DE ESTRANGEIROS INESCRUPULOSOS, QUE SÓ PENSAM EM SI.

Assumo inteira responsabilidade pelo que vi, escrevi e registrei fotograficamente.

José Nazal Pacheco Soub

Cidade sem dono

Acabamos de receber uma denúncia que está sendo invadida a área do antigo Parque de Operações, desmantelado e demolido pelo governo cassado pela Câmara.
É lamentável.



Posse de Nilton


Ficou marcada para às 14 horas, no Plenário Gilberto Fialho, a posse do Prefeito Nilton Lima. O Decreto Legislativo declarando a cassação de Valderico Reis foi assinado ontem e já circula os jornais com a publicação.
É esperada ainda hoje a exoneração dos atuais secretários e a nomeação dos novos.
O Prefeito encontrará muitas dificuldades para admnistrar, pois o atual governo além de não honrar os contratos com a empresa que fornece equipamentos para a conexão dos computadores, está retirando os arquivos.
É a comprovação de total descompromisso com Ilhéus. O povo precisa manter a pressão, para que a Justiça enxergue o dano que vem saendo causado a cidade.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Valderico cassado

RESULTADO DA VOTAÇÃO: VALDERICO CASSADO. A SEGUIR A VOTAÇÃO NOMINAL DOS VEREADORES:








Fim da defesa

Após a defesa do advogado dativo, está sendo lido o relatório das infrações e em seguida ocorrerá a votação nominal.



Advogado dativo

Após a manifestação dos vereadores, o Presidente fez a chamada do Prefeito ou de seu representante legal, para usar o tempo previsto para a defesa. Não estando presente, foi dado um tempo de 15 minutos para a espera. Vencido o tempo, o presidente perguntou se entre os presentes havia algum advogado. O Dr. Eduardo Afonso dos Santos Júnior se apresentou voluntariamente. A sessão foi suspensa por 30 minutos para que o defensor ter vistas ao processo.


Intervenção da Polícia Militar

A Polícia Militar foi chamada para restabelecer a ordem no plenário, devido as manifestações de "Sputinik", que foi retirado a força, sob os aplausos da assempbléia.





Manifestação dos vereadores

Encerrada a leitura do relatório, começou a manifestação dos vereadores. Em primeiro lugar o presidente da CPP, Marcos Flávio, seguido de Rofolfo Macêdo e Marcus Paiva. O povo permanece no plenário e na praça.




Continua a leitura do Relatório

O relatório está sendo lido. Começou com o vereador Zerinaldo Sena e agora continua com o vereador Marcos Flávio. O povo continua aguardando no plenário e na praça.






Comissão Parlamentar Processante

Com o plenário e a Praça J. J. Seabra lotados de cidadãos aguardando o desfecho da Comissão Parlamentar Processante.
A sessão teve início às 16:20 horas, com a leitura, discussão e aprovação da ata de ontem. O vereador Rodolfo Macêdo pediu vistas ao processo, numa tentavida de retardar a cassação do Prefeito, pedido indeferido pela Mesa Diretora, após informações do vereador Marcos Flávio, desmontando juridicamente as alegações do líder do governo.
Neste momento, está sendo lido o relatório pelo 1º Secretário, Zerinaldo Sena.